Posts Tagged With: maltas de capoeira

Quem tem barriga tem medo: imagens de capoeiristas na imprensa ilustrada da Corte

         O texto de Marcelo Balaban nos traz uma nova perspectiva, tanto na abordagem quanto na interpretação, que até então não havia sido compartilhada pelo Itan Òbe. Falar sobre a capoeira e os capoeiras através das ilustrações publicadas nos jornais e revistas do século XIX é algo novo e extraordinariamente interessante.

       Através das ilustrações que eram publicadas em jornais e revistas podemos até inferir, e isso o autor faz de uma forma simples e eficiente, o que se passava na cabeça da sociedade que cercava e que muitas vezes se tornava refém destes capoeiras. As ilustrações, como o próprio autor revela, muitas vezes utilizavam de expressões hiperbólicas para descrever os atos praticados pelos capoeiras na Corte.

     O exagero na descrição dos atos dos capoeiras na ruas consequentemente gerava um medo exagerado desse personagem na sociedade dominante, e não estamos aqui de forma alguma negando o medo que os capoeiras causavam nas ruas e muito menos o autor passa essa informação, mas queremos deixar claro que os capoeiras não eram as abominações descritas e que muito menos faziam “maldades” por puro prazer.

         Os motivos para os diversos ataques pelos jornais e arquivos policiais aos capoeiras existiram, mas o que fica difícil hoje para nós e que o próprio autor relata é descobrir qual foi a razão que desencadeou o ataque ou a morte de alguém por parte de um capoeira. A falta de informações por parte das fontes é um grande entrave para sabermos os reais motivos que levavam às contentas envolvendo capoeiras.

          O texto de Marcelo Balaban é um ótimo ponto de partida para discutirmos como eram vistos os capoeiras nas ruas da Corte e através dele podemos dar início a novas elucubrações e inferências e, desta forma, tentar entender esse medo tão alarmante que os capoeiras provocavam nas autoridades e nos chamados “homens honestos”.

       Portanto, textos como do Marcelo nos abrem diversos leques de discussão, como a questão racial e social bastante presente nas ilustrações e posturas que podemos depreender dos textos produzidos relativos ao século XIX, sobre esse “cancro social” que foi a capoeira.

Boa Leitura! Continuar a ler

Categories: Artigos | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Nagoas e os Guaiamuns

      271136_1671728612585_1818499830_1019210_5520690_n

    Os Nagoas e os Guaiamuns foram as duas maiores e mais eficientes maltas de capoeira que dominavam o cenário urbano do Rio de Janeiro a partir da segunda metade do século XIX. Os Nagoas e os Guaiamuns como se identificavam, eram maltas rivais que brigavam pelo espaço e o destaque na sociedade carioca. Os Nagoas como o próprio nome remete a Nagô, era formada somente por escravos africanos onde era proibido a entrada de crioulos ou imigrantes.

     Os Guaiamuns com o nome de origem indígena, era composta por crioulos, mestiços e imigrantes, malta com uma grande presença de portugueses após 1850, responsáveis pela introdução da navalha como arma do capoeira. É somente a partir da segunda metade do século XIX é que os capoeiristas ficam conhecidos como perigosos e exímios navalhistas.

Categories: Postagens | Etiquetas: , , , , | 1 Comentário